Precisamos falar sobre Construção Sustentável

Quando ficou decidido que faríamos da Ferrugem o lar do Pitaya Beach Club, a única certeza que tínhamos era de que o complexo respeitaria aquela terra.

Para isso, todas as nossas decisões – que não foram poucas – se basearam em torno do mesmo ideal: sustentabilidade.

Continue lendo para saber mais sobre o que o conceito significa para nós e que medidas foram tomadas para garantir a proteção ambiental da Ferrugem através de técnicas da construção sustentável.

Uma questão pessoal 

 

Em um momento em que muito se fala sobre sustentabilidade para levantar a bola de empresas e projetos sedentos por visibilidade e jogadas de marketing, é realmente difícil acreditar que ainda exista a preocupação orgânica com o solo, com a água e o ar.

Porém, seria inimaginável que um local construído para agregar e acolher pessoas pudesse causar separação e exclusão dos elementos naturais que nos cercam e nos dão a vida.

Afinal, como prover um serviço de hospitalidade honesto sem prestar atenção naquela que nos recebe desde que existimos: a Terra? 

Para nós, o respeito pelo ambiente e pelo lugar que nos trouxe – e traz – tanta coisa boa sempre foi uma questão pessoal. 

Soluções: do esboço ao detalhe

 

Quando a equipe iniciou os primeiros esboços do que então se tornaria o complexo, nosso pensamento se voltou para maneiras de aproveitar ao máximo a luz e o ar naturais da Ferrugem.

 

  • Todos os nossos quartos foram projetados com um sistema de ventilação cruzada: além de bem iluminados e arejados, promovem um conforto térmico muito bom para os hóspedes.

 

  • Instalação de placas solares de captação de energia para alimentação do Hotel e do Club e, quando excedente, a energia gerada é devolvida à comunidade através da rede de energia elétrica.

 

  • A criação de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) foi outra grande exigência dos nossos idealizadores. Nela, as águas residuais de todo o complexo passam por vários processos de tratamento com o objetivo de separar ou diminuir a quantidade da matéria poluente da água.

 

  • Colocação de pisos externos permeáveis: as águas da chuva, ao não penetrarem no solo, são conduzidas alagando áreas mais baixas, causando enchentes. Com pisos permeáveis, as águas conseguem penetrar no solo, em um processo de filtragem natural que as conduzem aos lençóis freáticos.

 

  • Escolha de materiais sustentáveis: dos tijolinhos que enfeitam nosso Club, vindos de antigos fornos de olaria à madeira de reflorestamento utilizada em esquadrias, móveis e no pergolado trouxeram a originalidade e a beleza sem que a natureza pague por isso.

 

  • Luzes de LED iluminam todo o complexo. Este tipo de lâmpada não gera nenhum tipo de poluente ou contaminante, além do baixo gasto de energia e de produção de calor.

 

  • Optamos por utilizar o Reboco Natural de Barro, uma técnica de bioconstrução que, além de possuir baixo custo,  dispensa o uso de cimento e de outros materiais que causam impactos ao meio ambiente.

Preservar o nativo também é sustentável 

 

Um outro ponto importante sobre o nosso processo de construção foi no que disse respeito à mão de obra.

Demos preferência, sempre que possível, aos trabalhadores e fornecedores locais, da comunidade. 

Além deste tipo de iniciativa ter um resultado muito benéfico para a comunidade como um todo, gerando empregos e movimentando a produção regional, gastos e recursos puderam ser economizados.

Qualquer custo de deslocamento de material ou de pessoal foi reduzido consideravelmente quando optamos por dispor da qualidade do serviço que nossa região oferece.

 

Valeu a pena? 

 

Como poderíamos falar de arte, de natureza, de harmonia para nossos visitantes se ali, em nosso âmago, nós não comprovássemos diariamente que estes são ideais a serem vividos e que sim, valem a pena!

Vale a pena fazer escolhas conscientes, vale a pena cuidar da  água, vale a pena cuidar do lixo que produzimos, do gasto que representamos para o planeta que habitamos.

Vale a pena dar um “passo atrás” e voltar ao natural, a reconhecer no outro a qualidade que pensamos só existir lá fora.

Aqui no Pitaya, acreditamos que é assim que damos o passo para frente.

 

Quer vir passar suas férias em um local que respeita a natureza tanto quanto os seus visitantes?

Temos reservas abertas para a temporada! Entre em contato conosco aqui. 

Facebook
WhatsApp
Twitter

Posts Relacionados

Conheça 4 motivos para visitar clubes de praia

Os clubes de praia se tornaram grandes referências no turismo nacional e internacional. De Ibiza à Dubai e da Tailândia ao Brasil, eles possibilitam uma mistura de experiências eletrizantes, comodidades harmoniosas e maravilhosos destinos litorâneos.

Leia Mais »

Viemos do fogo, da terra, da água e do ar.  Inspirado na união dos elementos e tendo como pano de fundo as cores do céu da Ferrugem.

Contato

  • +55 48 3254 0520
  • +55 48 99906 8181
  • pitaya@pitayahotel.com.br
  • Estrada Geral da Ferrugem, 4834, Garopaba - SC

Faça sua Reserva

Experimente o novo conceito em hospedagem e diversão da Praia da Ferrugem

© 2017 Pitaya. All Rights Reserved | Fotos @julieta_foto